assunto gostoso! Amo cachorro, já tive cinco no quintal (todos salsichas!) e hoje em dia tenho uma American Staffordshire Bull Terrier (pitbull de porte grande) e uma Daschund Standard (salsicha de porte grande). 

Só esclarecendo que, não existe só o Pitbull que você está acostumado a ver nas ruas - sujeitos troncudos, cabeçudos com pernas curtas e extremamente fortes - há suas variações que não deixam por menos e não desmerecem no nome.

Falo isso pois minha pit - que chamo carinhosamente de Boi (mesmo sendo fêmea) - sofreu bullying do meu pai (que comprou-a) dizendo que havia comprado uma vira-lata (que também merecem todo o amor do mundo). 

Fonte: Tudo sobre cachorros
Eles descendem da mesma linhagem, porém são raças diferentes com temperamentos diferentes. Ela é gigante (maior do que as American Pitbull Terriers que tinha em casa), pesada e completamente destranbelhada! Ela é extremamente companheira, e segue os donos da casa como se fosse uma sombra - se você for no banheiro, feche a porta!

Já minha salsicha é extremamente sossegada, passa o dia inteiro dormindo - come e dorme, praticamente. Levanta as vezes pra pedir carinho - e comida, claro. Ela é extremamente carinhosa - e barulhenta.

Lá em casa funciona assim: a Chelsea (a salsicha) soa o alarme e a Dominique - vulgo Boi (a Staffordshire) ataca. Meu Deus, eu podia escrever 3 redações do ENEM só sobre o amor que eu tenho por essas duas criaturinhas, mas vamos voltar ao post!

Tenho uma verdadeira adoração pelos Bullies. Acho uma raça incrível, extremamente companheira e carinhosa e fiel aos donos. Amo a raça Daschund - como não amar essas coisas compridas?! - e quero ter um quintal cheio deles! 

Pitbull não é uma raça violenta - violenta é a raça humana.

Deixe um comentário