A vida pós pé na bunda (sim, ela existe!)


Se você terminou recentemente um relacionamento e suas amigas  não aguentam mais ouvir suas lamentações, esse post vai ser dedicado à você, amiga leitora. Okay, eu nunca estive num relacionamento, não sei como é a dor do término  (até porque cada um sente numa intensidade) mas pude aprender (pela graça do senhor Jesus) convivendo com as pessoas que passaram por isso.

Assim como existe uma luz do final do túnel por que você acha que não existiria vida após o pé na bunda? Miga, sua louca: Pare!  O mundo não vai acabar, você não vai morrer por ter levado um pé na bunda, e ele não vai voltar pra você! Seja por qual for o motivo, seja lá quem foi que terminou primeiro, se acabou é por que não havia mais como continuar.

Okay, você precisa de distração pois tudo acaba remetendo ao traste? Vamos lá:
  • Faça um dia de beleza em casa sozinha ou com as amigas: geralmente com o passar do tempo, nos esquecemos de nos cuidar, acabamos por deixar nossa vaidade de lado e, está na hora de ativa - la novamente! Chame ou marque com as amigas um dia de beleza. Hidratação no cabelo com produtos caseiros, limpeza de pele, manicure e maquiagem pode e VAI deixar sua auto estima lá no alto.
  • Maratona de séries: baixe as temporadas das séries favoritas, prepara a pipoca e te garanto que você vai ter 347 amores ao longo dos episódios.
  • Viajar: se você estiver com grana, viaje, porém sozinha. Curta um pouco o lugar (seja lá pra onde você for) e, principalmente, curta a sua companhia.
  • Baladas/Barzinhos: se for pra você sair pra balada pensando em quantos machos você vai pegar, esquece. A última coisa que você precisa agora é trocação de saliva. Deixe o celular com um amigo ou em casa (caso você fique bêbada e queira ligar pro ex) e curta a festa, curta o momento com você e dance como se não o houvesse amanhã.
  • Sessão da tarde com pote de sorvete chorando horrores: tenho a filosofia que chorar faz bem pra alma. Pense em tudo o que aconteceu, brigas, discussões, momentos estranhos de vocês juntos e chore, mas chore muito, chore até os olhos arderem. Coloca tudo isso pra fora (já que agressão é crime, e você não poderá dar uns supapos no desgraçado).

O mais importante de tudo, é você se dar o tempo para digerir tudo o que aconteceu. Tem a fase de negação, onde você nega pra si que o conto de fadas acabou e o príncipe na verdade nunca deixou de ser sapo. Aí também a fase da culpa, onde você assume toda a culpa do término, além de culpar - se por ter feito o cara feliz como gostaria.

Mas coloca uma coisa na sua cabeça: a culpa do término não é sua. Esse tipo de coisa acontece nas melhores famílias e, essa não será nem a primeira muito menos a última vez que isso irá acontecer. Agora é hora de aprender com os o erros do passado e fazer diferente no futuro.


Share This Article:

,

CONVERSATION

2 comentários :