Para quem trabalha com isso, saber se a pele da cliente é quente ou fria (tratando da temperatura da cor), é algo imprescindível para desenvolver a maquiagem (de acordo com a ocasião, cor da roupa, etc.) mas para mortais que não conhecem nada sobre isso e querem aprender, um aviso: se preparem!


Não querendo tocar o terror mas já tocando, quando aprendi na faculdade (vide que nunca havia tido contato com dito cujo): não foi tarefa fácil compreender o que eram cores quentes e frias. Eu amo azul, meu professor disse que não combinava com meu tom de pele. Fiquei frustrada (MUITO) e hoje em dia eu entendi o porquê.

Primeiro tenha em mente um círculo cromático (ou como aprendi na faculdade Estrela de Oswald) ele vai te auxiliar nessa jornada. No meio dele temos as MATRIZES que são nossas cores puras: amarelo, azul e vermelho (aquelas que você não consegue obter através de misturas).

Em suas pontas (ainda olhando para o centro do círculo) temos as três cores provenientes de suas misturas: laranja, roxo e verde. Já na parte externa do círculo, temos as cores terciárias, que são resultado da mistura das cores secundárias.

Mas Lihz, o que caralhos diabos isso tem haver com a "quentura" da minha pele? Tudo haver, minha cara. Sabendo identificar as cores frias das quentes, e vice e versa, você poderá aplicar isso na sua próxima maquiagem, ou simplesmente jogar na cara das suas amigas, algo que elas não sabem. Agora, o resto do post vai ficar para semana que vem (ou vocês acham que seria fácil) e quero o círculo cromático decorado para o próximo post!

Read this poSt in english clicking here

Deixe um comentário